• Assoc. Pediátrica Viana

As crianças devem usar óculos de sol?




Quais os potenciais danos da radiação solar?

Quando pensamos na radiação solar, aquelas que maior preocupação nos trazem pelos potenciais danos são as radiações ultra violeta. Estas variam ao longo do dia e localização geográfica.

Numa fase inicial, podem ocorrer pequenas lesões nas pálpebras ou mesmo no globo ocular, que causam desconforto, mas que passam com o tempo. A longo prazo, a exposição a radiações UV-A e UV-B pode cursar com alterações mais graves, que podem mesmo limitar a capacidade de visão.

A pupila, orifício no centro da íris, permite a entrada de luz no olho e é regulada em função da quantidade de luz: quando o ambiente apresenta muita luminosidade, contrai, reduzindo o tamanho e consequente entrada da luz. No escuro, a resposta é contrária, com dilatação, aumento de tamanho, e consequente maior entrada de luz.



Como proteger os olhos das crianças?

Devem ser tomados os mesmo cuidados que são usados para a pele, evitando a exposição solar quando a radiação é mais elevada, entre as 11h e 16-17h durante ou verão ou em situações de maior radiação. Preferencialmente à sombra ou promovendo a utilização de chapéu que induza sombra sobre a cara.


Quando utilizar óculos de sol e a partir de que idade?

Devem ser utilizados em situações de exposição a radiação solar elevada, como na neve, montanha, junto de superfícies refletoras ou mesmo no verão nos dias de maior índice UV.

Podem ser utilizados a partir de qualquer idade, desde que a criança tolere.



O que ter em conta quando escolher uns óculos de sol?

A maior preocupação a ter em conta é a garantia de proteção contra radiação ultravioleta. A utilização de óculos escuros que não garantam esta proteção pode conduzir a danos maiores que a exposição da radiação, na medida em que no escuro ocorre dilatação da pupila do olho, com maior entrada de radiação e consequentes danos.

Assim, deve sempre comprar em estabelecimentos que assegurem a garantia de qualidade.

As lentes devem permitir conforto perante a luz, mas não devem ser demasiado escuras, alterando as cores naturais e consequente perceção do mundo envolvente da criança.

Por outro lado, o tipo de armação também é importante. Deve impedir a entrada de radiação tanto pela frente como por cima, baixo e pelos lados, protegendo tanto da radiação direta como refletida. Sendo as crianças propensas a quedas e traumatismos, devem ser robustas para minimizar os riscos e não devem ter bordos capazes de lesionar.

Assim, a utilização de óculos de sol, mais do que obrigatória, deve garantir que efetivamente é protetora e associa-se uma filtragem adequada. Outras medidas como evicção da exposição solar e promoção de uma boa sombra devem ser primeiramente privilegiadas.

Autores: Sofia Poço Miranda; Cátia Silva, Hugo Rodrigues, Serviço de Pediatria da ULSAM



214 visualizações
Contactos

Morada: Estr. de Santa Luzia 50, 4900-408 Viana do Castelo, Portugal

Email: associacaopediatricaviana@gmail.com

 

Telefone: 258802444